"FÉ, CORAGEM E O CHAMADO EM VIVER DE MISSÕES"

VIVER OU MORRER EM MISSÕES!!!

Será que ainda é possivel aprender a amar depois de sofrer violência doméstica

A união entre o casal acontece quando percebemos que compartilhamos de muitas afinidades e desejos. E é através dessas demonstrações de afeto e carinho que surge o amor dentro da relação.

Ao sentir o doce sabor de um casamento feliz, é difícil imaginar que seu companheiro possa ser capaz de maltratá-la, chegando até mesmo a violência doméstica. Porém, quando isso acontece, parece que a crença em relação ao amor desaparece.

A violência doméstica é um ato criminoso e covarde vindo do cônjuge, que pode ocasionar na prisão do companheiro, de acordo com a Lei número 11.340/06, chamada de Lei Maria da Penha.



Qual o objetivo dessa lei?
“A Lei Maria da Penha visa assegurar os direitos fundamentais da mulher, garantidos pela Constituição Federal e por tratados internacionais. Desenha uma matriz diferenciada para a tutela da mulher em condições de risco de violência física, sexual, psicológica e patrimonial, compreendendo atos de violência no âmbito das relações domésticas e familiares.”(Desembargadora Angélica de Almeida)

Caracteriza-se como violência doméstica não somente a agressão física, mas também a agressão verbal, ou seja, ameaça à mulher. Ninguém consegue se imaginar nessa situação até passar por ela, mas não devemos perder a esperança e, principalmente, devemos confiar que exista um amor verdadeiro.

Nunca deixe de acreditar no amor, ele também é capaz de curar feridas.
A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de coisa alguma, apenas destruidora.” (Benedetto Croce)

Agarre-se no amor de parentes e amigos, ao acontecer esse tipo de violência em sua vida. Procure a cura para sua mente e coração. Dê tempo ao tempo, ele será seu conselheiro e seu amigo.

Aprender a amar, depois de sofrer esse tipo de violência, pode se tornar difícil, mas seja sincera quando uma nova oportunidade surgir. Ao sentir segurança, relate à pessoa as dificuldades que passou em seu casamento passado e todos os traumas que adquiriu com essa experiência. Às vezes, a pessoa, ao perceber sua dificuldade, estará mais propícia a te ajudar arduamente para fazer amenizar a dor que sentiu.

Normalmente, a tendência é achar que todos os homens são iguais e sentir receio de amar novamente, mas um amor verdadeiro pode ajudar a curar um coração ferido. Não feche a porta de seu coração. Encha sua mente de atitudes positivas, de coisas que te tragam um bem-estar e, principalmente, que te façam acreditar que existam pessoas capazes de serem sinceras, honestas e verdadeiras.

Esteja sempre próxima dos amigos que realmente te amam e querem o seu bem, peça ajuda quando se sentir insegura, não tenha vergonha nenhuma de dizer que está com medo. Tenho certeza que ao estar ao lado de pessoas que te querem bem, você encontrará formas para encarar a vida e enfrentar os desafios.

A violência é o último refúgio do incompetente.” (Isaac Asimov)

Nunca se culpe pelo que aconteceu, independente se teve motivos ou não. A violência nunca é justificável, simplesmente é um ato covarde, típico de um homem de pouca compreensão e sabedoria. Lembre-se das coisas que já conquistou na vida e siga de cabeça erguida, sem medo ou temor, e se dê de presente o direito de ser feliz, porque “Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor.” (Johann Goethe)


A biblia ainda nos ensina que vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas. Colossenses 3:19
Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados. 1 Pedro 4:8

0 comentários :

Redes Sociais

Deixe seu Comentário

AS POSTAGENS MAIS LIDAS

Onde Você Está???

Locations of Site Visitors